Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Social
MULHERES DE CORREIA PINTO PARTICIPAM DE FORMATURA DO PROJETO FLOR E SER EM SÃO JOAQUIM

Publicado em 19/09/2022 às 10:34 - Atualizado em 19/09/2022 às 11:52

Após cinco meses de encontros com muitos aprendizados e troca de experiências, três mulheres correiapintenses, Jaqueline Bastos Xavier, Simone da Conceição dos Santos e  Leonina de Fátima dos Santos participaram da formatura de conclusão do Projeto Flor e Ser, nessa última quarta-feira, dia 14 de Setembro, em São Joaquim.

O Flor e Ser é uma ação desenvolvida pela Epagri- SC para valorizar o trabalho das mulheres do campo e auxiliar na geração de emprego e renda com seus negócios e atividades campo.

Através da participação no projeto viabilizada pela parceria da Prefeitura de Correia Pinto, através do transporte disponibilizado por meio da Secretaria de Assistência Social para elas que participassem dos encontros do curso. 

Nesses cinco meses do projeto elas puderam aprender mais sobre empreendedorismo feminino, inovação e acima de tudo sobre o papel transformador das mulheres à frente de empreendimentos e negócios no campo. 

Durante o curso as mulheres também desenvolveram um projeto que auxiliasse a alavancar ainda mais o seu negócio, seja através dos produtos que já comercializavam ou até mesmo na produção da sua propriedade rural.  

Jaqueline Bastos Xavier de Correia Pinto desenvolveu o projeto descobrindo novos horizontes, para trazer mais investimento para sua agroindústria Lingmone Defumados. Ela vende produtos como salames e linguiçinhas artesanais e através do curso ela tomou conhecimento e tem agora investido  para receber o selo do SISBI- Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal e poder vender seus produtos para todo o Brasil.

Simone da Conceição dos Santos, outra participante de Correia Pinto desenvolve um projeto para construir um aprisco para ovelhas buscando alavancar a criação de ovelhas na sua propriedade rural. 

Já Leonina de Fátima dos Santos, também correiapintense, contruiu um projeto para aumentar o número de cabeças de gado na sua propriedade.

Jaqueline Bastos, proprietária da Lingmone Defumados ressaltou a importância do auxílio da Prefeitura municipal para a participação delas no curso. “O transporte da prefeitura foi fundamental para a nossa participação no curso, nos levando e buscando nós todos os meses.”

 “O mais importante para mim foi o conhecimento, no curso aprendemos sobre como registrar nossa empresa, por exemplo. Além das parcerias que foram possíveis.” Jaqueline conta que através dos contatos que teve no curso os produtos da sua agroindústria estarão ind também para outros locais. “Firmamos parcerias com feiras de outras cidades, além de cabanas e pousadas que se interessaram nos nossos produtos.”, afirma.